top of page

Endometriose e os Benefícios da Medicina Tradicional Chinesa

Vamos entender o que é Endometriose na visão da Medicina Ocidental?



A endometriose é uma doença ginecológica de gravidade variável que acomete entre 5 e 15% das mulheres na fase reprodutiva. Trata-se de uma condição que desencadeia processos inflamatórios cíclicos, isto é, durante o período menstrual o quadro tende a se agravar devido à ação hormonal.

Endométrio, é o tecido que reveste a camada mais interna do útero, e durante o ciclo menstrual, sofre as modificações para abrigar o feto, quando não ocorre a gestação (normalidade do funcionamento), o tecido do endométrio saí para fora do corpo junto com a menstruação.

Nos casos de endometriose, ocorre o retorno do sangue menstrual pelas trompas, caindo para dentro do abdome. Em mulheres com essa disfunção e predisposição a endometriose, essa presença de tecido endometrial fora do útero, na cavidade abdominal, se fixa e cresce nos diferentes órgãos da região pélvica.


Acomete 1 em cada 10 mulheres no período reprodutivo (fase da vida menstrual) e regride na menopausa.

Podendo apresentar-se em 3 características:

  • Superficial: O tecido endometrial invade o peritônio em menos de 1mm. A mais comum, com 90% dos casos das endometrioses, e assintomática.

  • Profunda: O tecido endometrial invade o peritônio em menos de 5mm ou quando acomete outros órgãos (Ex.: intestino e bexiga). Atinge 10% dos casos e a que mais apresenta sintomas.

  • Ovariana: Definida pela presença de cisto com sangue em seu interior, proveniente de focos de endometriose no ovário. Esse tipo quase sempre é acompanhado por outros focos de endometriose superficial e profunda.

Estágios:

  • Estágio 1: Mínimo. Pequenas quantidades de tecido crescendo, e só é encontrada na superfície ou ao redor dos órgãos;

  • Estágio 2: Leve. Crescimento de tecido mais extenso, mas ainda está na superfície dos órgãos, e não dentro deles.

  • Estágio 3: Moderado. Tecido mais disseminado, que começou a crescer dentro dos órgãos pélvicos.

  • Estágio 4: Grave. Tem muito tecido endometrial, que está crescendo dentro de vários órgãos pélvicos.

Principais Sintomas:

  • Cólica no período menstrual;

  • Dor durante as relações sexuais especialmente na profundidade (dispareunia);

  • Dor pélvica crônica;

  • Diarreia, constipação ou dor para evacuar, durante o período menstrual;

  • Dor para urinar durante o período menstrual;

  • Surgimento de nódulo associado a dor na cicatriz da cesárea;

  • Saída de secreção, sangue ou dor umbilical (endometriose no umbigo);

  • Dor no ombro direito durante a menstruação (endometriose no diafragma);

  • Infertilidade, independentemente de sintomas dolorosos;

  • Fadiga crônica;

  • Distensão abdominal

Diagnóstico:

  • Exame físico

  • Ultrassom Transvaginal com preparo Intestinal

  • Ressonância Magnética da Pelve

Tratamento Ocidental:

  • Tratamento hormonal;

  • Cirurgia de endometriose;

  • Medicina tradicional chinesa;

  • Outros Tratamentos alternativos;

  • Métodos de reprodução assistida para mulheres com infertilidade


Agora vamos entender os Benefícios da Medicina Tradicional Chinesa na Endometriose


Com mais de 5.000 anos de tradição, a Medicina Chinesa se baseia no fluxo harmônico de Sangue (Xue) e Energia (Qi) pelo corpo. As escrituras revelam que a nossa saúde é regida por duas teorias fundamentais, a primeira é a Teoria Yin-Yang, onde os opostos se complementam e coexistem para formar o todo, e a outra é a Teoria dos Cinco Elementos, onde cada elemento da natureza equivale a um determinado órgão do nosso corpo sendo eles, Metal (Pulmão – Fei); Terra (Baço/Pâncreas – Pi); Madeira (Fígado – Gan); Água (Rim – Shen) e Fogo (Coração – Xin).

A ENDOMETRIOSE, na visão da Medicina Tradicional Chinesa (MTC), é uma estagnação (parada) do fluxo de sangue (Xue) na região pélvica, sendo secundária ou agravada por desequilíbrio do elemento Baço/Pâncreas (Pi), Rim (Shen), Fígado (Gan) e pela invasão de frio, concomitantemente, de causas fisiológicas e emocionais — considerando que as terapias holísticas observam o paciente como uma junção de todas as suas dimensões.

Por esse prisma, entende-se que, na endometriose, o sangue não eliminado e estagnado na região pélvica é o problema físico que, somado à frustração e ao incômodo experimentados pela paciente, potencializa as dores e afeta sua qualidade de vida de forma generalizada. Tendo como princípio de tratamento restabelecer o fluxo regular do Sangue (xue).


Tratamento pela Medicina Tradicional Chinesa:

Nas sessões de acupuntura, a inserção das agulhas promove a estimulação que ascendem à medula espinhal. Em resposta, os neurônios do tronco cerebral e do hipotálamo são acionados e liberam substâncias opióides e outros peptídeos, gerando efeito analgésico e anti-inflamatório. Além de ocorrer ação moduladora sobre o sistema neuroendócrino e as emoções.

Esse mecanismo fisiológico é especialmente interessante no apoio ao tratamento da endometriose, uma vez que as manifestações de dor configuram a principal queixa das pacientes com essa doença.



Benefícios da acupuntura:

  • alívio da dor,

  • redução do processo inflamatório,

  • diminuição das massas pélvicas e

  • melhora integral na qualidade de vida, considerando o impacto físico e emocional da doença.



Mulheres evitem!!

  • Excesso de atividade física que cause fadiga – antes e após a menstruação;

  • Sexo no período menstrual,

  • Prefiram alimentos cozidos aos crus e os mornos e quentes aos frios e gelados,

  • Pratique meditação e atividades que reduzam o nível de stress e tragam satisfação,

  • Realize acompanhamento multidisciplinar:

    • Ginecologista;

    • Fisioterapia Urogenicológica;

    • Psicológico;

    • Nutricionista;

    • Educador Físico.


==> MULHER com ENDOMETRIOSE ==> deve ser tratada de modo amplo, completo, aliando ao tratamento ocidental os recursos da medicina oriental, visando os melhores resultados e a solução de tal problema!

Tratar a endometriose pela MTC não se resume apenas em punturar (aplicação de agulha), devemos enfatizar e conscientizar a mulher da importância na mudança do estilo de vida, com mais horas de sono reparador, realizar atividade física regular, diminuir o consumo de alimentos inflamatórios como o leite de origem animal, a farinha branca e o açúcar, e reduzir o estresse do dia a dia.

Não existe uma receita de bolo e as Mulheres com o diagnóstico de endometriose devem ser avaliadas individualmente. Não existe o melhor ponto de acupuntura ou melhor fitoterápico para a endometriose, o que existe é o melhor tratamento para cada paciente. Afinal, um diagnóstico na medicina ocidental pode ter vários na medicina tradicional chinesa.




Referências bibliográficas

  1. MACIOCIA, GIOVANNI. Obstetrícia e Ginecologia em Medicina Chinesa

  2. MACIOCIA, GIOVANNI. Fundamentos da Medicina Chinesa

  3. Efeitos da acupuntura no tratamento da dor relacionada à endometriose: uma revisão sistemática e metanálise. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29077705;

  4. Revisão sistemática e metanálise dos tratamentos complementares para mulheres com sintomas de endometriose. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/29944729;

  5. Endometriose pélvica profunda infiltrativa: histologia e significado clínico. https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/2140994;

  6. Diretriz ESHRE: Manejo de Mulheres com Endometriose. https://pubmed.ncbi.nlm.nih.gov/24435778/;

תגובות


Você precisa de um Fisioterapeuta ou Acupunturista?

Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon
Recent Posts
bottom of page