top of page

Fisioterapia e Acupuntura, terapias aliadas, para tratar as sequelas da Disfunção Temporomandibular (DTM)

anatomia ATM

Vamos entender o que é a DTM


A Articulação Temporomandibular (ATM) é a principal conexão entre o crânio e a mandíbula. Apresenta um funcionamento complexo, sendo a única articulação móvel do crânio, do tipo bicondiliana, permitindo, assim, movimentos rotacionais e translacionais. Ela é formada por um conjunto de estruturas:

  • A fossa mandibular do osso temporal

  • O disco articular

  • A cabeça e o côndilo da mandíbula

  • Os ligamentos adjacentes

informações adicionais da ATM

Biomecânica


  • Depressão: abrir a boca

  • Elevação: fechar a boca

  • Protusão: protrair o mento

  • Retrusão: Retrair o mento

  • Movimentos Laterais: mastigar e ranger os dentes


A articulação temporomandibular (ATM) é uma das articulações mais utilizadas no corpo humano, faz parte do sistema estomatognático, que é um conjunto de estruturas que realizam trabalhos constantes, como fala, mastigação, o bocejo, a deglutição e a respiração. Pesquisas revelam que durante o dia, utilizamos a nossa ATM mais de 2000 vezes.


A ATM está susceptível a condições desfavoráveis, uma vez que necessita acomodar adaptações oclusais, musculares e cervicais. Sendo assim, condições de desequilíbrio biomecânico, podem resultar em quadros de disfunções articulares e/ou musculares. Pesquisas citam, que a ATM, está diretamente relacionada à biomecânica das estruturas cervicais e escapulares por meio de um sistema neuromuscular comum, sendo que alterações posturais da coluna vertebral podem acarretar distúrbios na ATM e vice-versa.


Quando a ATM não funciona corretamente, pode-se ter dificuldade para abrir a boca, mastigar, ouvir estalos na região e frequentemente sentir dores, inclusive dores na cabeça, face e cervical, daí o termo Disfunção Temporomandibular (DTM). O realinhamento corporal também pode interferir na função e organização da articulação, assim como pode ser consequência da disfunção temporomandibular. Essa relação de reciprocidade entre postura corporal e DTM pode estabelecer uma forma de prevenção e reabilitação para os pacientes.


A (DTM) é reconhecido pela American Association of Dental Research como um grupo de condições musculoesqueléticas e neuromusculares que envolvem as articulações temporomandibulares (ATMs), os músculos mastigatórios e todos os tecidos associados. Apresenta etiologia complexa e multifatorial, associada a fatores predisponentes, iniciadores e perpetuantes, como:


  • Alterações oclusais (desgaste e queda dos dentes; problemas do alinhamento dentário (dentes tortos); presença de cáries ou de doenças periodontais; desgaste ósseo ou muscular; etc)

  • Hábitos parafuncionais (uso prolongado de chupeta, o hábito de chupar dedo, Bruxismo/ Trismo, entre outros);

  • Exposição frequente ao estresse, ansiedade, sono insuficiente (ausência do sono profundo);

  • Lesões ou traumas;

  • Anormalidades no disco intra-articular



As desordens temporomandibulares (DTM) podem ser definidas como um conjunto de condições dolorosas e/ou não funcionais, que envolvem os músculos da mastigação e/ou as articulações temporomandibulares (ATM).



Orientação do Dentista na DTM


O desconforto e a dor da DTM

podem variar de leves a graves e podem durar anos

se não forem tomados os devidos cuidados.



Sintomas

Dor na face, área da articulação da mandíbula, pescoço e ombros e dentro ou ao redor da orelha quando você mastiga, fala ou abre bem a boca

Clique ou estalido da mandíbula

Rigidez dos músculos da mandíbula

Dificuldade para mastigar ou uma mordida repentina e desconfortável, como se os dentes superiores e inferiores não estivessem se encaixando corretamente

Travamento da mandíbula ou movimento limitado ou incapacidade de abrir ou fechar a boca completamente

Dor de cabeça Tensional

Dor no Pescoço

Dor no ouvido

Problemas de audição

Zumbido no ouvido

Tontura

Desvio da trajetória da mandíbula durante o movimento, alterações posturais, principalmente na região de cabeça, pescoço e tronco.

 

Orientação da Fisio para DTM

 

Técnicas aliadas contra a disfunção temporomandibular: Tratamento conservador



Fisioterapia

A fisioterapia desempenha um papel fundamental no tratamento da DTM, porque estimula a propriocepção, produção do líquido sinovial na articulação, melhora a elasticidade das fibras musculares aderidas e a dor.

Aqui no Espaço Chi Energia Vital, nossos Fisioterapeutas realizam uma abordagem integrativa, levando em consideração o histórico, sintomas e hábitos diários do paciente, buscando identificar o agente que causador da desordem, com o objetivo de restaurar a movimentação adequada da mandíbula, coordenar os músculos e aliviar a dor, proporcionando o equilíbrio do corpo e a melhora da qualidade de vida.


Técnicas aplicadas:


1.      Terapia Manual: alongamentos musculares, mobilizações articulares, manobras miofasciais e exercícios para estabilização segmentar cervical podem estar inclusos no processo de reabilitação;





2.      Crochetagem: é um método instrumental de tratamento das algias de origem mecânica do aparelho locomotor para a destruição das aderências e dos corpúsculos irritativos interaponeuróticos ou mioaponeuróticos por meio de um instrumento metálico (Gancho) aplicado e mobilizado contra a pele situados em profundidade e inacessíveis à palpação digital. A técnica de Crochetagem tem tido êxito em ganho de arco de movimento (ADM), devido a destruição das aderências e dos corpúsculos, causados, nesse caso, devido a função inadequada do uso contínuo da articulação temporomandibular, agravando ainda mais o caso.


Crochetagem na DTM

A fisioterapia pode beneficiar pacientes com DTM, reduzindo a dor, melhorando a amplitude do movimento e recuperando a funcionalidade, quando essa terapia é associada a técnica milenar da acupuntura, que além de atuar na dor, atua no mental e emocional, podem juntas promover melhora significativa na qualidade de vida do paciente. Leia a seguir como é a ação da acupuntura no tratamento da DTM.



Medicina Chinesa

Segundo a Medicina Tradicional Chinesa (MTC), o ser humano deve ser encarado e tratado de maneira integral, holística, pois possui uma origem física-mental-emocional-espiritual indivisível e é parte integrante e ativa do seu meio ambiente físico, natural e psicossocial.

Seus registros contam mais de 5 mil anos, como uma filosofia, ciência e terapia holística, prega o equilíbrio físico, mental e emocional através do equilíbrio do fluxo energético dos meridianos, que são uma teia de canais de energia que percorrem todo o corpo, incluindo os órgãos e vísceras internos (Zang Fu), que comandam o funcionamento do organismo. A partir dos anos 70, foi introduzida no mundo ocidental, tendo-se desenvolvido e se integrado com a medicina convencional no tratamento e na prevenção de diversos problemas e doenças da saúde. Hoje faz parte das Pics.


Técnica aplicada:


1.      Acupuntura: A acupuntura é uma das técnicas de tratamento da Medicina Tradicional Chinesa (MTC). Tem se desenvolvido e se integrado com a medicina convencional no tratamento e na prevenção de diversas doenças, inclusive no tratamento da DTM (disfunção temporomandibular) e dor orofacial. Trata-se de uma terapia natural, segura, altamente individualizada para cada paciente, pode agir tanto na remissão e no controle dos sintomas físicos locais como a dor, quanto mental e emocionalmente, como no controle do estresse e ansiedade, por exemplo.


A técnica da acupuntura consiste, basicamente, na introdução de agulhas rígidas e muito finas em pontos selecionados da superfície corporal (Meridianos), considerados canais de energia que se conectam com diferentes órgãos e sistemas do corpo, no intuito de restabelecer o equilíbrio energético desse sistema para promover a remissão dos sintomas. Imediatamente após a inserção das agulhas, ela promove o aumento do fluxo sanguíneo local, e envia informações ao sistema nervoso central para liberar substâncias analgésicas e anti-inflamatórias como, endorfina e serotonina, além de proporciona relaxamento, harmonizando psicologicamente o paciente, reduzindo a dor e a inflamação.

Mecanismo de Acupuntura para Dor na ATM

Neuromodulação (sistema nervoso central e periférico)

Regulação do Sistema Nervoso Autônomo

Circulação local aumentada

Efeito analgésico (local, difuso)

Efeito anti-inflamatório (local, difuso)

Relaxamento muscular

Diminuição da atividade do ponto de gatilho

A acupuntura oferece uma série de benefícios no tratamento da DTM. Além do alívio da dor, a acupuntura também pode ajudar a reduzir a inflamação e a tensão muscular na região da mandíbula. Isso pode resultar em uma melhora significativa da função da articulação temporomandibular e na redução dos sintomas relacionados à DTM.


Benefícios da acupuntura


  • Reduz a dor: A acupuntura é uma maneira eficaz de reduzir a dor associada à ATM. A acupuntura atua visando os músculos e articulações específicos afetados pela ATM, além de promover a liberação de endorfinas, que atuam como analgésicos naturais.

  • Melhora a mobilidade: a acupuntura pode melhorar a amplitude de movimento na mandíbula e reduzir a rigidez associada à ATM. Isso pode ajudar a reduzir o desconforto causado pela ATM, bem como restaurar a função normal da mandíbula.

  • Reduz o estresse: a ATM pode frequentemente ser provocada ou agravada pelo estresse, portanto, reduzir o estresse pode ser uma parte importante da reabilitação. A acupuntura pode ajudar a reduzir os níveis de estresse, o que pode levar à melhoria da saúde geral.

  • Melhora a circulação: a acupuntura pode ajudar a melhorar o fluxo sanguíneo para a área afetada, o que pode ajudar a reduzir o inchaço e promover a cicatrização.

  • Reduz a inflamação: a acupuntura pode ajudar a reduzir a inflamação na área afetada, o que pode ajudar a aliviar a dor e promover a cura.

  • Promove o relaxamento: a acupuntura pode ajudar a relaxar os músculos da mandíbula, o que pode ajudar a reduzir a dor e melhorar a função da mandíbula.


Durante a sessão em si, o acupunturista irá inserir as agulhas finas nos pontos de acupuntura específicos, de acordo com o plano de tratamento previamente estabelecido. Essas agulhas são geralmente indolores e permanecem no local por cerca de 15 a 30 minutos. Durante esse tempo, você pode experimentar uma sensação de relaxamento e bem-estar.


Acupuntura na DTM

A acupuntura pode ser uma técnica eficaz complementar ao tratamento estomatognático (antes ou depois) para alcançar a reabilitação neuromuscular completa, facilitar o tratamento e/ou eliminando outros fatores que contribuem para a doença.

Muitas vezes é recomendado combinar a acupuntura com a fisioterapia, que irá atuar promovendo a liberação miofascial da região afetada, fazendo a quebra das aderências teciduais, promovendo o ganho da amplitude do arco de movimento, corrigindo a postura e fortalecendo a musculatura.


Agradecemos sua Leitura!



Dra Claudia Guerra

Fisioterapeuta - Crefito 2 216323-F





Referências Bibliográficas:

  1. Chaves, P. D. J.; Oliveira, F. E. M. D.; Damázio, L. C. M. Incidência de alterações posturais e disfunções temporomandibulares em escolares. Acta ortopedica brasileira , v. 25, n. 4, pág. 162-164, 2017.

  2. Oliveira W. Disfunção Temporomandibular. 2 ed. São Paulo: Artes Médicas; 2002. p. 1-8 , 135-49, 157-82 .

  3. Maciocia G. Os Fundamentos da medicina chinesa. Um texto abrangente para acupunturistas e fisioterapeutas. 2 ed. São Paulo: Editora Roca; 2007. p. 11-47.

  4. Ross J. Sistema de Órgãos e Vísceras da Medicina Tradicional Chinesa. 2 ed. São Paulo: Editora Roca; 1994. p. 3-11.

  5. Yamamura Y. acupuntura tradicional – a arte de inserir. 2 ed. São Paulo: Editora Roca; 2001. p. XLIII-XLIX






コメント


Você precisa de um Fisioterapeuta ou Acupunturista?

Siga-nos
  • Facebook Basic Square
  • Instagram Social Icon
  • Twitter Social Icon
Recent Posts
bottom of page